Poemas Escolhidos

de Giorgos Seferis; Tradução: Joaquim Manuel Magalhães e Nikos Pratsinis

editor: Relógio D'Água, março de 2017
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i

Poemas Escolhidos

de Giorgos Seferis; Tradução: Joaquim Manuel Magalhães e Nikos Pratsinis

Propriedade Descrição
ISBN: 9789727081929
Editor: Relógio D'Água
Data de Lançamento: março de 2017
Idioma: Português
Dimensões: 140 x 209 x 13 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 176
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Poesia
EAN: 9789727081929
Giorgos Seferis

PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 1963

Poeta, ensaísta e diplomata grego, Giorgos Stylianou Seferiades nasceu a 29 de fevereiro de 1900, na cidade de Esmirna, e faleceu a 20 de setembro de 1971. Filho de um advogado e da herdeira de um grande proprietário, desde cedo se deixou apaixonar pela poesia, sobretudo graças à crença geral de que Homero seria seu conterrâneo. Aos catorze anos de idade já escrevia poemas.
Começou por estudar em Esmirna, mas a família mudou-se para Atenas em 1914, pelo que se transferiu para o Liceu Clássico, onde concluiu os seus estudos secundários em 1917. No ano seguinte a sua família mudou-se de novo, desta feita para Paris, e o jovem Giorgos matriculou-se no curso de Direito da Sorbonne, doutorando-se em 1924.
Regressando à Grécia em 1925, começou a trabalhar para o Real Ministério dos Negócios Estrangeiros grego. Continuando a escrever, publicou a sua primeira coletânea de poemas em 1931, com o título Strofi, seguindo-se I Sterna (1932). Em 1935 apareceu Mythistorima, obra em que Seferis concilia a mitologia grega com formas de expressão da modernidade. A sua admiração por Ulisses e pela Odisseia foi também expressa nos três volumes que formam aquilo que Seferis chamou de "diário de bordo", Imerologion Katastrómatos I-III (1940-55).
Com a deflagração da Segunda Guerra Mundial, Seferis fez parte de uma comitiva de funcionários públicos que partiram em exílio, vivendo temporadas na Ilha de Creta, no Egito, na África do Sul e em Itália. Terminada a guerra foi inserido no Corpo Diplomático, e nesse âmbito cumpriu missões nas representações do Líbano, Síria, Jordão e Iraque. Foi embaixador grego em Londres de 1957 até 1962, altura em que fixou residência em Atenas.
Em 1969 apresentou publicamente o seu descontentamento pelo rumo que a tomada de poder pelo ditador Papadopoulos (em 1967) estava a dar à Grécia. Tornou-se por isso bastante popular, sobretudo entre as camadas mais jovens.
Laureado com o Prémio Nobel da Literatura em 1963, a obra poética de Giorgos Seferis foi alvo de inúmeras reedições em diversos idiomas.

Giorgos Seferis. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2011.

(ver mais)
Journal De Bord I,Ii,Iii

Journal De Bord I,Ii,Iii

10%
HEROS LIMITE
24,57€ 10% CARTÃO
portes grátis
imagem não disponível
Journal

Journal

10%
MERCURE DE FRANCE
15,54€ 10% CARTÃO
portes grátis
Louvada Seja (Áxion Estí)

Louvada Seja (Áxion Estí)

10%
Assírio & Alvim
13,30€ 10% CARTÃO
Habitarei o meu nome

Habitarei o meu nome

10%
Assírio & Alvim
17,75€ 10% CARTÃO
portes grátis