Palavras Mal Ditas

Poesia dita pelo Autor

de Pedro Barroso

editor: Lua de Marfim, março de 2013
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
O muro das palavras vive dentro do papel. Da voz. Da ideia que levanta o pensamento. Devia saber por onde; e quantas vezes não sei.
A poesia sempre foi em mim a procura permanente do sonho que me evada e me descubra. A minha e a dos outros.
Há muito que dizer poesia me fascina. Se não é, afinal, o que tenho feito toda esta vida de cantor e músico. Acho que sim.
A música das palavras antecede-lhes o significado. Depois reforça-o. E por fim, sobra-nos dele, também.
Apenas há que descobrir o ponto encoberto da emoção. E a cada língua e dialecto me imagino pensando a nova sonoridade, a nova residência do vocábulo, com o fascínio da procura eterna e da multiculturalidade. E da melhor forma de fazer circular e invadir cada pessoa.
Ouvia em criança o Villaret, o Lereno, a Cármen Dolores, como ícones; depois o Ruy Matos, o Varela Silva, o Victor de Sousa. Tive no entanto a maior referencia, que me perdoem todos, no Mário Viegas, de quem fui colega no Teatro e na vida.
Dizer a poesia do próprio e dos outros sempre me transportou. E no caso, a minha poesia. Por isso ousei a novidade deste projecto.
Veiculo de mim que assim, de modo tão inesperado, aqui vos deixo.
As canções não morreram. Depressa voltarão. Talvez até algumas aqui morem.
Mas a eternidade deste espaço secreto, essa só a quero partilhar com os íntimos mais íntimos de mim. Todos os que ainda sentem e sabem ouvir as coisas, do lado de dentro da alma.
Todos os que ainda gostem de afundar-se neste susto apaixonante de viver. Esses estarão comigo e vão perdoar-me a ousadia.

Pedro Barroso

Edição não inclui CD.

Palavras Mal Ditas

Poesia dita pelo Autor

de Pedro Barroso

Propriedade Descrição
ISBN: 9789898524560
Editor: Lua de Marfim
Data de Lançamento: março de 2013
Idioma: Português
Dimensões: 143 x 203 x 6 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 86
Tipo de produto: Livro
Coleção: Luar de Poesia
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Poesia
EAN: 9789898524560
Pedro Barroso

É músico, autor e compositor. Inicia, com dez anos, estudos musicais na Fundação Musical dos Amigos das Crianças. Estreia-se muito jovem no teatro radiofónico, com Odette de Saint-Maurice, na Emissora Nacional, e como cantautor no célebre programa Zip-Zip em 1969. Grava o 1.º disco Trova-dor e, logo de seguida, integrará alguns anos o Teatro Experimental de Cascais, sob a direcção de Carlos Avilez.

Licenciado em Educação Fisíca, estudou Psicoterapia Comportamental. Leccionou no Ensino Secundário durante mais de vinte anos. Nesse tempo participou em inúmeros Cantos livres e Sessões de baladas, integrando a geração de cantores que se opuseram à Ditadura e lutaram pelas liberdades democráticas, antes do 25 de Abril. Colaborou, depois, intensamente nas campanhas de Dinamização Cultural do MFA, actuando por todo o País e visitando várias Comunidades. Nessa convivência surgiu o inevitável contacto e amizade com Zeca Afonso, Adriano Correia de Oliveira e outros históricos autores da Resistência, em inúmeras noites de actuação conjunta. Numa fase mais popular, compôs êxitos de grande sucesso. Aprofundou, entrento, estudos da Música, Canto e Composição com vários professores.

Costuma escrever, orquestrar e dirigir os seus próprios trabalhos. Editou com regularidade uma obra nusical dispersa por várias editoras. Actuou em quase todas as grandes salas portuguesas e por tantas outras em todo o país. Cidadão do Mundo, foi convidado e actuou em diversos países; Alemanha, Bélgica, Brasil, Canadá, China, Croácia, EUA, Espanha, França, Holanda, Hungria, Luxemburgo, Suíça e Suécia, em alguns deles, também na TV. Deu palestras nas Universidades Clássica e Católica de Lisboa, Nijmegen, Estocolmo, Toronto e Budapeste. Fala fluentemente espanhol, italiano, alemão, inglês, francês, português e... minderico. Recebeu vários diplomas de mérito, menções honrosas e prémios, nacionais e estrangeiros. em 1994 actuou no Luxemburgo, no âmbito do Ano Europeu da Cultura, e foi ainda agraciado pela Casa do Ribatejo com o título de Ribatejano Ilustre.

Com a atribuição, em 1998, do Prémio Nobel da Literatura a José Saramago, torna-se num dos muito poucos autores que com ele compartilha obra editada. Escreveu, em 2002, o polémico "Manifesto sobre o estado da Música Portuguesa" que culminaria numa nova Lei da Música Portuguesa para a rádio. a par com uma fecunda discografia como autor e compositor (cerca de 30 discos editados, entre Ep's, Singles, LP's, CD's, Antologias várias e discos colectivos), tem publicado também poesia e acção.

Foi homenageado em 2008, na Gala Vozes de Abril, promovida pela Associação 25 Abril no Coliseu de Lisboa, por ter integrado historicamente o grupo dos que "muitas vezes em condições difíceis, deram o seu contributo artístico e cultural e ajudaram a criar condições para que a Liberdade fosse conquistada". Enfrentando grave condição de saúde, isso não o impediu de, ainda recentemente, em 2017, esgotar grandes salas, como o Tivoli em Lisboa e o Coliseu do Porto, publicar o CD Artes do Futuro, recebido com grande apreço da crítica e ainda receber a Medalha de Honra da SPA – Sociedade Portuguesa de Autores, pelo seu exemplo de vida e obra.

(ver mais)
Diários da Brevidade

Diários da Brevidade

10%
Âncora Editora
16,00€ 10% CARTÃO
portes grátis
Contos Anarquistas

Contos Anarquistas

Temas Originais
10,10€
Nas Margens do Esquecimento

Nas Margens do Esquecimento

10%
Lua de Marfim
1,00€ 10% CARTÃO
Se Sonhas Consegues Fazer

Se Sonhas Consegues Fazer

10%
Lua de Marfim
1,00€ 10% CARTÃO