10% de desconto

O Imenschurável - Téssera Verso

de Jorge Taxa

editor: Edições Afrontamento, maio de 2010
VENDA O SEU LIVRO i

Do intempestivo: Susan Sontag assinalava em Under The Sign of Saturne –referindo-se ao sociólogo visionário Paul Goodman – o terrível e mesquinho ressentimento para com os escritores que tentaram fazer muitas coisas, Jorge Taxa pode ser considerado um pensador intempestivo, que – mesmo de maneira fragmentária – reconduz-nos ao questionar, inclusive o pensamento, e não se deixa classificar.
Alexandre Teixeira Mendes

A concentrada procura de Jorge Taxa revela a experiência (real ou inventada) do processo criativo próprio da arquitectura, ou de alguma arquitectura. Algo que com frequência não está ao alcance da crítica, e contudo indispensável à compreensão e à transmissão da sua essência. Uma espécie de passeio na Mente de um arquitecto (própria ou alheia) em momentos em que se fundem instinto e razão – o que Jorge Taxa chama Poiesis.
Álvaro Siza

O Imenschurável - Téssera Verso

de Jorge Taxa

Propriedade Descrição
ISBN: 9789723610727
Editor: Edições Afrontamento
Data de Lançamento: maio de 2010
Idioma: Português
Dimensões: 163 x 240 x 12 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 180
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Arte > Arquitetura
EAN: 9789723610727
Jorge Taxa

Até entrar para a Faculdade de Arquitetura (FAUP), as coisas correram irrepreensivelmente para Jorge Taxa: bom aluno, talento dotado, um rapaz «às direitas». Depois, foi o Devir. Eis como começa, desde aí, uma Desterritorialização Decanal (na sua terceira década de vida) que fez de Jorge Taxa o que é hoje. Foi «a suspeita», «a desconfiança», o interesse pela Filosofia, o mal de viver quando cohabitando com o Cristianismo ou a Burguesia ou o Niilismo. Foi a rebeldia, a revolta, derivadas de uma casuística que devia bem mais à Ética do que à Moral. Tendo sempre mentalizado o axioma "Não há existência do que não há registo" ou que as pessoas, se não valem somente pelo ser em relação ao ter, valem também pelo fazer em relação ao ser, ou que a Vida sob nenhum prisma deveria ser postergada para um carunchoso Além, aqui estão alguns resultados desta Senda, chame-se-lhe Gesta ou Demanda. Que tais frutos – gosto de lhes chamar «criações» – falem por si.

(ver mais)