O Amor é Fogo Que Arde Sem Se Ver

de António Simões

editor: Campo das Letras, abril de 2004
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i

"O soneto é um lugar aprazível, onde minha alma se sente segura e canta e chora e ri como entre braços de quem ama, ou no infinito regaço da infância. (...)
Estes sessenta sonetos são também uma homenagem a Luís de Camões, ao homem corajoso e sonhador, humilhado pelos poderosos e medíocres do seu tempo, mas que, mesmo vencido pela sua soberba e arrogância, acabou por sair sempre vencedor, com a força, verdade e beleza da sua arte. (...)"

O Amor é Fogo Que Arde Sem Se Ver

de António Simões

Propriedade Descrição
ISBN: 9789726108498
Editor: Campo das Letras
Data de Lançamento: abril de 2004
Idioma: Português
Dimensões: 135 x 210 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 92
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Poesia
EAN: 9789726108498
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
António Simões

António Simões nasceu em Beringel, Beja, em 1934.
Licenciou-se em Filologia Germânica pela Universidade de Coimbra. Foi professor da Escola Rainha Santa Isabel de Estremoz, cidade onde, depois de aposentado, continua a viver.
Tem três livros de poesia publicados: "Soneto de Água" (1994); "A Festa das Letras" (1995) e "Minha Mãe Amassa o Pão" (2001). Está representado na antologia Poetas Alentejanos do Século XX (1984) e é colaborador da Revista Rodapé da Biblioteca Municipal José Saramago de Beja. Na Campo das Letras traduziu "Amor, Amor, Amor" e "Anjos, Anjos, Anjos" de Andy Warhol; "A Noite de Natal" de Clement C. Moore e "Antologia de Poesia Anglo-Americana" (seleção, tradução, prefácio e notas).

(ver mais)