Neruda

de Volodia Teitelboim

editor: Campo das Letras, abril de 2004
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Pablo Neruda foi o melhor narrador de si mesmo. Talvez por isso, poucos tenham arriscado escrever a sua biografia. Volodia Teitelboim é provavelmente o autor mais autorizado para isso. Grande estudioso da obra do poeta, teve também com ele uma profunda amizade ao longo de quase quarenta anos.
Mas quem foi Neruda? "Sou dos vinhedos negros de Parral, / da água de Temuco, / da terra estreita, sou e estou." Como afirma Teitelboim, o poeta "é aquilo que foi e o que será". "Neruda viverá enquanto for viva a sua poesia e não precisava de nos confessar que viveu porque esse era um segredo bem conhecido".

Neruda

de Volodia Teitelboim

Propriedade Descrição
ISBN: 9789726108207
Editor: Campo das Letras
Data de Lançamento: abril de 2004
Idioma: Português
Dimensões: 160 x 250 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 576
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Biografias
EAN: 9789726108207
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Volodia Teitelboim

Volodia Teitelboim nasceu em Chillán, província de Ñuble, em 1916.
Estudou Direito na Universidade do Chile, mas iniciou a sua carreira no jornalismo antes mesmo de concluir a licenciatura. A par do jornalismo, enveredou ainda pela vida política, marcada pela clandestinidade na década de 1940 e pela prisão. Depois do golpe militar de 1973, passou a viver em diversas nações e continentes, especialmente em Moscovo, sem nacionalidade, já que a Junta Militar o despojou da sua condição de chileno, até ao regresso legal ao país em 1988. entre 1989 e 1994, foi Secretário-Geral do Partido Comunista Chileno.
Inicia a sua vida literária em 1935, com a publicação, em colaboração com o poeta Eduardo Anguita, da polémica "Antologia da Nova Poesia Chilena". Em 1952 edita o romance "Hijo del Salitre" e, mais tarde, "La semilla en la arena" (1957) e "La Guerra Interna" (1979). Mas tem sido na área do ensaio biográfico que Volodia Teitelboim se tem destacado como uma das mais importantes figuras da cultura chilena. "Neruda" foi publicada em alemão, russo, francês, inglês, búlgaro, romeno, etc. Seguiram-se "Gabriela Mistral, Pública y Secreta" (1991), "Huidobro, La Marcha Infinita" (1993) e "Os Dois Borges - Vida, sonhos, enigmas" (edição Campo das Letras, 2001).

(ver mais)