Mistérios Iniciáticos do Rei do Mundo

de Vítor Manuel Adrião

idioma: português do brasil, português
editor: Madras, abril de 2004
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Este livro trata da parte não divulgada, muito menos discutida, da História de Portugal: o lado oculto e simbólico do povo português. O autor, historiador e filósofo, fez exaustivas investigações sobre as diversas ordens iniciáticas que se instalaram nesse país, cotejando-as com as versões oficiais, além das interpretações da mitologia, do misticismo, enfim, das doutrinas religiosas que influenciaram a Península Ibérica.

Mistérios Iniciáticos do Rei do Mundo

de Vítor Manuel Adrião

Propriedade Descrição
ISBN: 9788573743470
Editor: Madras
Data de Lançamento: abril de 2004
Idioma: Português do Brasil, Português
Dimensões: 150 x 230 x 20 mm
Páginas: 367
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > História > História de Portugal
EAN: 9788573743470
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Vítor Manuel Adrião

O português Vitor Manuel Adrião nasceu em 26 de novembro de 1959. Ele é licenciado em História e Filosofia. É conferencista, escritor, presidente-fundador da Comunidade Teúrgica Portuguesa, diretor da Revista de Estudos Teúrgicos Pax, V\S\ das Ordens de Kurat (Sintra) e do Santo Graal (Portugal). Periodicamente, colabora para emissoras de rádio e TV, jornais e revistas nacionais e estrangeiras.
Este autor é um profundo investigador na área do Sagrado Medieval. Diante disso, é freqüentemente convidado a palestrar em diversos lugares. Em 3 de abril de 1993, a convite do Unicef, proferiu uma conferência pública em Santo António dos Cavaleiros, sob o título "Santo António dos Cavaleiros - História e Tradição". Em 1º de julho, retornou ao local para palestrar sobre o tema "Mitos e Tradições Saloias". No dia 7 de outubro, do mesmo ano, ele próprio organizou e proferiu nova conferência pública naquela localidade. Desta vez, a temática foi "Loures e os Templários".
Em 1994, participou do júri aprovativo do Brasão da Freguesia de Loures. Foi convidado de honra do Rancho Folclórico e Etnográfico "Os Frieleiros", no IX Festival Nacional de Folclore, tendo sido agraciado com Medalha de Honra. No ano seguinte, foi convidado a participar do júri aprovativo do Brasão de Santo António dos Cavaleiros. E quando da apresentação do Brasão e da Bandeira de Santo António dos Cavaleiros, foi agraciado com a Medalha de Honra pelo presidente da Junta local, dr. João Pedro Domingues.

(ver mais)