Ironia Circular

de Norma Pott

editor: Editorial Novembro
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
«Eis aqui um livro destinado a cumprir a sua missão; sabendo nós que a missão de um livro, seja qual for o género literário em que o insiram, é a de provocar polémica, agitar consciências adormecidas, suscitar reflexões; em resumo, dar sentido à mensagem contida nas suas páginas.
Só o título, Ironia Circular, é susceptível de nos induzir a uma ampla reflexão sobre o seu profundo significado. A autora do livro dá uma ajuda: "Ironia circular é o gigantesco capital que move o futuro da humanidade e a faz girar como uma bola de cristal ou uma roleta, ditando a sorte do mundo actual".
Deduzo que, para a Norma Pott, o homem não está confinado somente a um espaço, limitado por vicissitudes e condicionalismos vários, mas a um tempo, que é o nosso tempo, e a uma realidade, que é a nossa realidade. E que tempo e que realidade são esses?
Perguntámos-lhe, ou seja, fomos ver ao livro e lá está: "...o grande dilema que apoquenta o século XXI é o terror do terrorismo alastrado à escala mundial… a banalização da morte sensacionalista no ecrã... e os constantes barcos [de emigrantes] afundados que lançam cadáveres flutuantes e sobreviventes de almas, irremediavelmente destruídas".
Será erro crasso concluir destas palavras que a autora tem, da sociedade actual, uma visão catastrófica e irreversível. Nada disso. Para esta, deduzo eu, o importante é o modo como cada um de nós está no mundo dos nossos dias, a maneira como analisamos os acontecimentos que inquietam a humanidade e a capacidade que teremos para construir uma sociedade em dignidade e amor. A mensagem que este livro nos pretende passar - sou eu outra vez a pensar - é muito simples: a vida não cabe dentro de simples esquemas e emoções, assim como o livre curso das ideias, não pode ser sustido por um simples dique que contraria, por regra, a frescura jorrante das águas. Estou com a autora quando escreve: "Amor e água, correntes constantes e omnipresentes na vida do homem".
(…) Este é um livro que vai cumprir a sua missão, porque vai dar que falar, não só pela actualidade do tema, mas também pela originalidade com que as ideias da autora são expostas. Para mim, esta obra, que aqui se apresenta, não constituiu uma surpresa total. Conheço a autora, há já uns anos, e sei dos seus dotes em poesia e prosa. Mas foi uma novidade encontrar um livro tão bem pensado e construído como é o caso de Ironia Circular

Germano Silva in "Prefácio"

Ironia Circular

de Norma Pott

ISBN: 9789898439222
Editor: Editorial Novembro
Idioma: Português
Dimensões: 144 x 215 x 11 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 120
Tipo de produto: Livro
Coleção: Editorial Novembro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Ensaios
EAN: 9789898439222
e e e e e

Um livro poético, belo e sentido, a pensar no mundo atual

João Pedro Pinto de Sousa

Estamos perante um livro diferente, todo ele um poema em prosa. Uma narrativa que convoca a reflectir sobre temas absolutamente actuais e pertinentes da nossa sociedade, onde tantas vezes os direitos fundamentais do homem são menosprezados e, sobretudo, impera a competição e o consumismo. Através de uma linguagem metafórica, em que a água desempenha um papel vital, a autora consegue focar as grandes assimetrias, injustiças e flagelos do mundo atual, como os naufrágios no Mediterrâneo, os deslocados, os refugiados, os sem-abrigo... E, todavia, sem nunca cair no pessimismo, o que é sublime. Este é um livro com preocupações éticas e estéticas, elevado, também, pela magnífica seleção de reproduções de obras de arte de quinze conceituados artistas plásticos, que vão surgindo ao longo da obra a ilustrar os poemas. Beleza, Poesia, Arte e Cidadania. Parabéns à autora por este livro surpreendente!

e e e e e

Ironia!

Pi Sousa Pires

Sério, Profundo, Actual, Fantástico (e até, de certa forma, «Terrível») livro acerca de um (mais um!) dos maiores e graves flagelos com que se debate a Humanidade nos dias de hoje. Ensaio? Ou... Alerta para a «Crise dos Refugiados», para a qual, cada um de nós, acaba por ser ou por ter sido, em maior ou menor grau, (ir)responsável?... Prosa Poética? Sim, talvez prefira..., sobretudo por ser uma obra de enormíssima qualidade dada à estampa pela mão de uma nova escritora, a quem todos devem dar as boas-vindas ao mundo da literatura contemporânea de qualidade – e, mais um ponto a favor, por ter sido escrita de acordo com o (Des)Acordo Ortográfico – e, já agora, se me for permitido, aproveitar para lhe pedir que nos ofereça mais e mais outro livro. Boas-vindas! Bravo, Norma Pott! Até breve...

20%
Editorial Novembro
14,40€ 18,00€
portes grátis
20%
Editorial Novembro
12,00€ 15,00€
portes grátis
20%
Editorial Novembro
12,00€ 15,00€
portes grátis
20%
Edições Esgotadas
16,00€ 20,00€
portes grátis