Eichmann em Jerusalém

Uma Reportagem sobre a Banalidade do Mal

de Hannah Arendt

editor: Edições Tenacitas, abril de 2003
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
As reflexões de Hannah Arendt sobre a pessoa de Eichmann e sobre o Holocausto são perturbantes, afastando-se do conceito do "mal radical" e insinuando o conceito da "banalidade do mal", assim questionando a humanidade sobre os seus valores mais profundos. [...]
Eichmann era uma pessoa normal, não sádico nem demoníaco, antes diligente e cumpridor. [...]
Para Hannah Arendt, "... no Terceiro Reich, o mal tinha perdido aquela característica que o torna reconhecível para a maior parte das pessoas - a característica de ser uma tentação. [...]
Uma cortante lucidez e, ao mesmo tempo, um "espírito" jornalístico tornam este livro de Hannah Arendt numa permanente interrogação sobre os fundamentos últimos da condição humana. A não perder.
F. Teixeira da Mota, in Público, 27 de Dezembro de 2003

Eichmann em Jerusalém

Uma Reportagem sobre a Banalidade do Mal

de Hannah Arendt

Propriedade Descrição
ISBN: 9789728758097
Editor: Edições Tenacitas
Data de Lançamento: abril de 2003
Idioma: Português
Dimensões: 161 x 240 x 21 mm
Páginas: 384
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Ciências Sociais e Humanas > Filosofia
EAN: 9789728758097
e e e e e

O mal como prática do quotidiano

Anonimo

Hannah Arendt demonstra nesta obra como o mal não é algo que seja tranversal a todas as sociedades e a todos os regimes. Essa antonimia face ao bem foi de tal forma formatado, que se inscreveu no regime nazi como uma atividade do quotidiano com o objetivo da limpeza social e da consecutiva purificação racial. Apesar da sua religião ter sido praticamente dizimada da Europa durante a Segunda Guerra Mundial, Arendt consegue invocar o seu profissionalismo e a sua imparcialidade para fazer um retrato brilhante do julgamento que marcou a justiça internacional.

Hannah Arendt

Hannah Arendt nasceu em Hanôver, na Alemanha, em 1906. Estudou nas Universidades de Marburgo e Friburgo e doutorou-se em Filosofia na Universidade de Heidelberg, onde foi aluna de Karl Jaspers. Mudou-se para França em 1933. Em 1941, deslocou-se para os Estados Unidos da América, tornando-se cidadã norte-americana dez anos mais tarde. Foi professora convidada de várias universidades, incluindo Califórnia, Princeton, Columbia e Chicago, e professora catedrática na Graduate Faculty of the New School for Social Research. Recebeu a Guggenheim Fellowship, em 1952, e a Arts and Letters Grant do National Institute of Arts and Letters, em 1954.Hannah Arendt morreu em dezembro de 1975.

(ver mais)
Eichmann em Jerusalém

Eichmann em Jerusalém

10%
Ítaca
20,00€ 10% CARTÃO
portes grátis
A Condição Humana

A Condição Humana

10%
Relógio D'Água
23,00€ 10% CARTÃO
portes grátis