Contos Naïf

de Maria Vilaça

editor: Querubim Editora
Os nove contos, agora apresentados na obra «Contos Naïf», com a chancela da Querubim Editora, Lda, foram escritos na década de 50. Leu bem, cinquenta. Portanto, há mais de 60 anos.

A editora, Isabel Damião

Contos Naïf

de Maria Vilaça

ISBN: 9789899942127
Editor: Querubim Editora
Idioma: Português
Dimensões: 153 x 277 x 4 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 40
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Contos
EAN: 9789899942127
Maria Vilaça

Maria Vilaça nasceu em Valongo. Na sua juventude dedicou-se a trabalhos de escrita (conto, ensaio, reportagem, etc.), tendo ganho diversos prémios. Actualmente, dedica-se à pintura. Os seus trabalhos encontram-se em obras tão diversas como o livro «Começar de Novo», uma edição da Associação de Jornalistas e Homens de Letras do Porto. O Museu do Carro Eléctrico (Porto) editou um postal da sua autoria intitulado «Uma Viagem Gratuita». Além disso, tem três menções honrosas atribuídas pela Galeria de Arte Naïf do Casino Estoril, onde participa, regularmente, nos salões internacionais de Arte Naïf.

Desde 1996 participou em cerca de 40 exposições colectivas, destacando-se: Festivais Pablo Casales (Prades, Sul de França); Fundação Dr. Cupertino de Miranda (Porto); Salão Câmara da Lousã; Museu de Arte Naïf (Guimarães); Galeria Culturanjos (Lisboa); Câmara de Arganil; Salão de Pintura Naïf (Museu de Guimarães); Galeria Center Amoreiras (Lisboa); Câmara Municipal da Maia; Galeria Palácio Infantado (Benavente); Museu Internacional de Arte Naïf do Brasil (Rio de Janeiro); Assoc. Minist. Cultural Turco (Istambul); Museu da Água (Lisboa); Instituto Camões (Bruxelas); Encontro de Artes Plásticas (postal/ azulejo) Câmara de Sintra; Casa Camões no Luxemburgo; «30 Artistas no Porto» (Mercado Ferreira Borges); «Luxemburgo visto por Naïf’s Portugueses» e «Santo António» (Roma), estas duas últimas, a convite do Instituto Camões e, ainda, na I Bienal «Mulheres d’Artes», do Museu Municipal de Espinho.

Foi seleccionada para o II e o III Certame do Instituto de Arte Naïf, no Centro Cultural Galileo (Madrid).

Individualmente realizou, também, diversas exposições, nomeadamente: na Fundação INATEL (Porto), Vila Beatriz (Ermesinde), Fórum Vallis Longus (Valongo), Sindicato dos Seguros (Porto), Centro Cultural de Alfena, Clube Literário do Porto, Museu Municipal de Espinho, Casa Jorge Sena.

Está representada no Museu Municipal de Valongo, no Museu de Arte Naïf de Guimarães, no Instituto Camões no Luxemburgo, no Museu de Arte Naïf do Brasil, na Fundação Dr. Luís de Araújo, além de diversas colecções particulares.

(ver mais)