As têmporas da cinza

de A. M. Pires Cabral

editor: Cotovia, março de 2008
Prémio de Poesia Luís Miguel Nava 2009
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i

«Neste seu último livro, A. M. Pires Cabral precisamente configura a sua obra sob a égide do princípio moderno: a certeza de que para dizer a realidade há uma outra realidade que se interpõe, a das palavras "que entre si se não ajustam". O universo de A. M. Pires Cabral privilegia, assim, um outro peso dos versos, mesmo se cantando uma região, animais ou homens bíblicos, reconhecíveis.»
António Carlos Cortez, JL

«SILÊNCIO
Toda a minha vida me escutaste em silêncio.
Tinhas à disposição as vozes enormes
do vento, das águas, do trovão, do pintassilgo —
mas nunca dei por que as usasses comigo.
Envelheci enredado
nas teias dessa mudez.
Ganhei a industriosa astúcia dos velhos
à custa de perder a candura original,
li com cada vez mais desenganada luz
o teu silêncio.
Assim, a princípio achava-o cúmplice,
quente e generoso. Um silêncio
de quem concorda e apoia,
e não acha necessário proclamá-lo.
Com a continuação,
começou-me a parecer o teu silêncio
já só condescendência. O silêncio
de alguém que se dispensa de mostrar
desacordo por simples cortesia.»

«PROGNÓSTICO
Sou do tempo em que não se corrigiam
dentes defeituosos.
Além disso, perdi praticamente
todos os molares.
Para piorar as coisas,
a TAC acusa um desvio para a esquerda
do septo nasal.
Ainda por cima, um desvio acentuado.
Bonita caveira hei-de dar,
não haja dúvida. »

As têmporas da cinza

de A. M. Pires Cabral

Propriedade Descrição
ISBN: 9789727952410
Editor: Cotovia
Data de Lançamento: março de 2008
Idioma: Português
Dimensões: 129 x 204 x 15 mm
Tipo de produto: Livro
Coleção: Poesia de língua portuguesa
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Poesia
EAN: 9789727952410
A. M. Pires Cabral

A.M. Pires Cabral nasceu em Chacim, Macedo de Cavaleiros, em 1941. Licenciou-se em Filologia Germânica. Foi professor e animador cultural, responsável pela participação de Vila Real no Projeto 5.2 do Conselho da Europa («Políticas Culturais nas Cidades») e coorganizador das Jornadas Camilianas de Vila Real. É conhecido sobretudo como ficcionista e poeta.
Na área da ficção, publicou até ao momento oito livros de contos e seis romances, tendo ganho o Prémio Círculo de Leitores (com Sancirilo), o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco (com O Porco de Erimanto) e o Grande Prémio de Literatura DST (com O Cónego). Antes de O Quartel, publicou nesta mesma coleção o romance Feliciano (2021).
Na área da poesia, estreou-se em 1974 com Algures a Nordeste e publicou até hoje 20 títulos. Foram-lhe atribuídos o Prémio D. Dinis (com Que Comboio É Este e Douro: Pizzicato e Chula), Prémio Luís Miguel Nava (com As Têmporas da Cinza), PEN Clube (com Arado), Prémio Autores SPA 2014 (com Gaveta do Fundo), Prémio Nacional Literário João de Deus 2021 (com Frentes de Fogo). Caderneta de Lembranças, o seu mais recente livro de poemas, foi distinguido em 2022 com o Prémio de Poesia António Gedeão e com o Prémio Ruy Belo.

(ver mais)
Os Dias de Grijó

Os Dias de Grijó

10%
Lema d`Origem
11,70€ 13,00€