Às Armas

A formação do Republicanismo na literatura e cultura portuguesa

de António Martins Gomes

editor: Caleidoscópio
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
É o momento em que os ideólogos republicanos põem de parte as inconsequentes "balas de papel" e enveredam por uma estratégia bélica, que principia na revolta gorada de 1891 e termina na revolução triunfante de 1910. Este estudo acompanha a evolução gradual do pensamento republicano na literatura produzida ao longo das últimas décadas da Monarquia Portuguesa, e aborda - entre outras matérias de interesse histórico e cultural - a categoria genológica do romance político e o texto literário como instrumento ideológico, a partir de algumas obras de autores deste período: para monárquicos, como Eça de Queiroz ou Carlos Malheiro Dias, o republicanismo é a concretização da perigosa anarquia trazida pela revolução "de baixo" e conducente ao descalabro social; para republicanos, como Guerra Junqueiro ou Abel Botelho, a implantação do modelo político que defendem é a única tábua de salvação para uma nação à deriva na sua degenerescência finissecular.

Às Armas

A formação do Republicanismo na literatura e cultura portuguesa

de António Martins Gomes

ISBN: 9789896581190
Editor: Caleidoscópio
Idioma: Português
Dimensões: 169 x 238 x 22 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 172
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > História > História de Portugal
EAN: 9789896581190