10% de desconto

A Noite é um Olho

de José Jorge Letria

editor: Vega, março de 2010
Filho pródigo à casa retorna, segundo reza o adágio. Este retorna atrasado, filho ingrato que não enterra pai nem mãe, ave migratória que rumou a outras paragens fugindo da «pátria madrasta», amada e odiada, e acaba a evocar memórias de amigos, amores, familiares, de camaradagem e de guerra, ruminando o sentimento da perda e das outras dimensões do possível numa noite escura prenhe de fantasmas especulares. O olho é o símbolo das visões, tão presentes e perdidas e inalcançáveis, que serão cristalizadas através do dom poético de que o protagonista é dotado e espelhadas na trama. Este, em suma, o tema do novo livro de José Jorge Letria que tem por cenário uma época de aspirações idealistas contra um Portugal salazarento, terreno propício para confrarias entre trovadores inconformados como Zé Mário Branco, Zeca Afonso, ou Adriano Correia de Oliveira, e outros, quando se procuravam modelos para a revolução intestina, fosse em Moscovo, Tirana ou Pequim, e se demandava a imensa arca perdida da Liberdade.

A Noite é um Olho

de José Jorge Letria

Propriedade Descrição
ISBN: 9789726999362
Editor: Vega
Data de Lançamento: março de 2010
Idioma: Português
Dimensões: 155 x 222 x 8 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 104
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789726999362
José Jorge Letria

José Jorge Letria é ficcionista, jornalista, poeta, dramaturgo. Nasceu em Cascais, em 1951, onde foi vereador da Cultura de 1994 a 2002. Traduzido em mais de dez idiomas, foi premiado em Portugal e no estrangeiro: destacam-se dois Grandes Prémios da APE, o Prémio Aula de Poesia de Barcelona, o Prémio Internacional UNESCO, o Prémio Eça de Queiroz – Município de Lisboa, o Prémio da Associação Paulista de Críticos de Arte e o Prémio de Poesia Guerra Junqueiro. As antologias "O Fantasma da Obra", "O Livro Branco da Melancolia" e "Poesia Escolhida" condensam o essencial da sua poesia. Foi, ao lado de José Afonso e Adriano Correia de Oliveira, um destacado cantor político, tendo sido agraciado, em 1997, com a Ordem da Liberdade. É mestre em Estudos da Paz e da Guerra nas Novas Relações Internacionais pela Universidade Autónoma de Lisboa e pós-graduado em Jornalismo Internacional. Doutorou-se com distinção em Ciências da Comunicação no ISCTE. É presidente da Sociedade Portuguesa de Autores, presidiu ao Grupo Europeu de Sociedades de Autores e Compositores (GESAC), com sede em Bruxelas, e ao Comité Europeu de Sociedades de Autores da Confederação Internacional de Sociedades de Autores e Compositores, com sede em Paris.

(ver mais)