A Arte De Amar

de Ovídio

idioma: português do brasil
editor: Alvorada/Martin Claret, janeiro de 2003
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Mestre da poesia latina, Ovídio influenciou com seus versos, cheios de suavidade e harmonia, autores tão diversos como Dante, Chaucer, Milton e Shakespeare. Por volta do ano 1 a.C. publicou Ars Amatoria (A Arte de Amar), autêntico tratado sobre a sedução e o jogo amoroso. Desse período é também Remedia Amoris (Os Remédios do Amor), também presente neste volume.

A Arte De Amar

de Ovídio

Propriedade Descrição
ISBN: 9788572325684
Editor: Alvorada/Martin Claret
Data de Lançamento: janeiro de 2003
Idioma: Português do Brasil
Dimensões: 120 x 184 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 133
Tipo de produto: Livro
Coleção: Obra-Prima De Cada Autor
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9788572325684
Ovídio

Públio Ovídio Nasão nasceu em Sulmo, a atual Sulmona, a 20 de março de 43 a.C. Cedo entrou nos meios literários de Roma e se tornou próximo dos melhores poetas de então. Assim teve início o seu percurso pela poesia amorosa e erótica, que o levaria, sucessivamente, a compor as Heróides, a Arte de amar, os Remédios contra o amor, os Tratamentos para a beleza da mulher. Em meio de tão grande sucesso e quando nada o fazia prever, atingiu-o um duro golpe da fortuna, súbito e inesperado: Augusto, em 8 a. C., expulsou-o de Roma e condenou-o ao exílio, em Tomos, nos confins do Império, no atual território da Roménia. E, já em Tomos, foi compondo cartas que tinham por destinatários a esposa, os amigos, a família que em Roma ficara. Organizou-as em duas coletâneas: os Tristes, primeiro, ou, talvez, numa tradução mais fiel, Cantos de tristeza, e, mais tarde, as Cartas do Ponto. Em uma e outra abundam poemas de queixume, de tristeza, um canto doentio e monótono, de quem sente fugir-lhe a inspiração para tudo o mais que não seja a celebração da sua própria dor. A qualidade estética desses poemas tem dividido os estudiosos; seja como for, porém, a verdade é que, com essas coletâneas, Ovídio inaugurou uma nova modalidade de poesia, a que poderíamos, sem exagero, chamar "poética do exílio".

(ver mais)
Setas para o Infinito

Setas para o Infinito

10%
Martin Claret
6,36€ 10% CARTÃO
Porque Sofremos

Porque Sofremos

10%
Martin Claret
6,36€ 10% CARTÃO
Arte de Amar

Arte de Amar

10%
Quetzal Editores
16,92€ 18,80€
portes grátis
Metamorfoses (II Volume)

Metamorfoses (II Volume)

10%
Vega
24,38€ 10% CARTÃO
portes grátis
As Visitas do Dr. Valdez

As Visitas do Dr. Valdez

10%
Editorial Caminho
12,90€ 10% CARTÃO
O Olho de Hertzog

O Olho de Hertzog

10%
Editorial Caminho
7,50€ 10% CARTÃO