A Ciência e os Seus Inimigos eBook

de David Marçal e Carlos Fiolhais

Livro eBook
editor: Gradiva
A ciência tem poderosos inimigos. Desde logo o autoritarismo e a ignorância, que muitas vezes andam de braço dado. A ciência tem-nos permitido viver cada vez mais e melhor. Mas enfrenta hoje sérios adversários, que põem em causa a nossa segurança e o nosso bem-estar. Impõe-se por isso a defesa da ciência, que é também a defesa da democracia. A ciência precisa da liberdade de pensamento que é marca das democracias. Mas as democracias também precisam da razão da ciência para assegurar prosperidade e bem-estar.

A defesa da ciência é também a defesa da sociedade livre e aberta. Um novo livro com histórias de ciência, de dois autores e divulgadores de ciência bem conhecidos do público português: Carlos Fiolhais e David Marçal. Aqui se analisam temas muito actuais à luz da ciência, com um misto de informação, interesse e humor, tornando o livro apelativo para múltiplos leitores.

A Ciência e os Seus Inimigos

de Carlos Fiolhais e David Marçal

ISBN: 9789896169602
Editor: Gradiva
Páginas: 288
Tipo de produto: eBook
Formato: ePUB i
Classificação temática: eBooks em Português > Ciências Soc. e Humanas > Outros
EAN: 9789896169602
e e e e e

Essencial

Patrícia Barbosa

Este livro deveria ser de leitura obrigatória para todos os alunos do 9º ano.

e e e e e

Leitura fácil e acessível a todos os públicos

Margarida Gonçalves

Livro muito bem organizado e escrito. É de fácil leitura e oferece boas explicações a quem quer saber mais sobre o que é, realmente, a Ciência. Acessível e com as ideias bem explicitadas. Recomendo a quem quer alargar os seus horizontes no âmbito da Ciência e do conhecimento científico.

e e e e e

CIÊNCIA = MÉTODO CIENTÍFICO + RAZÃO + ESPÍRITO CRÍTICO

José F.

Nesta obra os autores destacam os principais inimigos da ciência: o autoritarismo e a ignorância; dois aliados poderosos que podem ameaçar a nossa segurança e bem-estar, porque o dinheiro e os interesses continuam, na ciência como em todas as outras actividades humanas, a explicar muitas acções e comportamentos. Por outro lado, a ciência precisa de liberdade para pensar e criticar. E a liberdade também precisa da ciência, pois esta é um desafio ao autoritarismo: a ciência sempre favoreceu o desenvolvimento das democracias. O conhecimento, ou seja, o saber continua a ser poder e cada vez mais poder. A sociedade aberta, a sociedade democrática, vive da liberdade, da experimentação e do conhecimento, tal como a ciência. Hoje, vivemos num tempo incerto e conturbado em que a sociedade democrática enfrenta novos riscos e desafios, tais como a pandemia provocada pelo novo coronavírus SARSCoV-2 e pela doença COVID-19, factos alternativos, pós-verdade e notícias falsas. Portanto, não é por acaso que a ciência é alvo de suspeição e de ataques.

e e e e e

A Ciência e os Seus Inimigos

Susana Mexia

Aparentemente pode parecer exagero ou bizarro, mas um facto é que a Ciência, com todo o seu empenho, trabalho e esforço para acrescentar mais conhecimento ao saber que já se possui, vai originando no seu percurso manifestações que lhe são adversas, senão mesmo, contrárias, nocivas e demolidoras. Com um estilo que lhes é muito peculiar, os autores não deixam de nos suscitar a reflexão para o emergir de sérias contradições que se têm expandido de forma irracional, alertando-nos para as pseudociências, crendices e superstições que pululam à nossa volta, de forma insidiosa e sedutora, sob uma carapaça científica. Acto de coragem abordar tais temas com tanta frontalidade, num tempo de pós verdade, onde impera o relativismo e a falsidade.

e e e e e

Excelente

André Menezes Falcão

Um excelente livro de divulgação científica

e e e e E

Pseudociência à solta! (Sandra S. Soares)

Sandra Sofia Ganchas Soares

Carlos Fiolhais (Grande Prémio Ciência Viva 2017) e David Marçal brindam-nos com mais uma obra onde revelam os principais inimigos (públicos) da ciência. Os autores tentam combater alguma eventual “ignorância científica” que se cultiva em determinadas áreas da sociedade, munindo os leitores de conhecimentos e “ferramentas” para combaterem alguns dos mais sérios adversários da ciência: ditadores, ignorantes, fundamentalistas, vendilhões, exploradores do medo, obscurantistas e mesmo alguns cientistas tresmalhados. Para bem da defesa da segurança global, do bem-estar e, em última análise, da democracia «é preciso estar atento para não nos deixarmos enganar. Temos ao mesmo tempo de acreditar no que sabemos e de duvidar do que sabemos. Há coisas que sabemos bem e não temos de duvidar muito e há coisas que sabemos mal e temos mesmo de duvidar». Aprenda a identificar os principais sinais da pseudociência!

e e e e e

Um contributo para a cultura científica

J. Lagoa d' Orey

Os autores identificam e exemplificam os principais inimigos da ciência (os ditadores, os ignorantes, os obscurantistas...). Indispensável aos professores de ciências para promoção da cultura científica e para debate entre pares e com os seus alunos. Muito Bom.

eBook
Gradiva
11,00€ 10% CARTÃO