Renato Raffaele Martino

O cardeal Renato Raffaele Martino, presidente do Conselho Pontifício «Justiça e Paz» e do Conselho Pontifício da Pastoral para as Migrações e os Itinerantes, nasceu em Salerno (Itália) a 23 de Novembro de 1932. Tendo sido ordenado sacerdote a 20 de Junho de 1957, licenciou-se em Direito Canónico e entrou para a diplomacia vaticana em 1962. A 14 de Setembro de 1980, foi nomeado arcebispo titular de Segerme. Em 1986, recebeu o cargo de observador permanente da Santa Sé nas Nações Unidas, em Nova Iorque, tendo participado activamente nas maiores conferências internacionais promovidas pela ONU.

Ao fim de 16 anos de trabalho nas Nações Unidas como observador permanente da Santa Sé, no dia 1 de Outubro de 2002 foi chamado por João Paulo II para presidir ao Conselho Pontifício «Justiça e Paz». A 25 de Outubro de 2004, o dicastério presidido pelo cardeal Martino publicou o muito esperado Compêndio da Doutrina Social da Igreja (publicado também em Portugal pela Lucerna em 2005). João Paulo II tornou-o cardeal no Consistório de 21 de Outubro de 2003 com o título de «diácono de São Francisco de Paula ai Monti». Em Março de 2006, Bento XVI nomeou-o presidente do Conselho Pontifício da Pastoral para as Migrações e os Itinerantes, unindo este conselho ao Conselho Pontifício «Justiça e Paz».

bibliografia

Paz e Guerra

Paz e Guerra

Principia
06-2006
0,00€
X
recomendar
Renato Raffaele Martino
Para recomendar este autor a um amigo basta preencher o seu nome e email, bem como o nome e email da pessoa a quem pretende fazer a sugestão. Se quiser pode ainda acrescentar um pequeno comentário, de seguida clique em 'confirmar'. A sua recomendação será imediatamente enviada em seu nome, para o email da pessoa a quem pretende fazer a recomendação.

A sua identificação:

A identificação da pessoa a quem quer recomendar este autor:

X
A sua recomendação foi enviada com sucesso!
X
Ocorreu um erro a obter a informação! Por favor tente mais tarde.
X
selecione o livro adotado:
X
Ocorreu um erro
Por favor tente novamente mais tarde.
X
atingiu o limite máximo de dispositivos autorizados
Por favor, aceda à area de cliente para gerir os dispositivos ativos.