newsletters


Quando Tudo se Desmorona
Quando Tudo se Desmorona
 
Edição/reimpressão: 2008
Páginas: 184
Editor: Mercado de Letras
ISBN: 9789728834210
Imprimir
 
17,16€
 
Disponibilidade: Esgotado ou não disponível.
ALERTA - notifiquem-me por e-mail quando novamente disponível.

 

sobre o livro


Sinopse

Vencedor do Man Booker International Prize 2007

Esta é a história de Okonkwo, um guerreiro afamado em nove aldeias dos Ibo, na Nigéria, entre o final do século XIX e o início do século XX. Okonkwo vive no seio do clã de Umuofi a com as suas três mulheres e os seus fi lhos, empenhado em conquistar o título mais nobre do seu povo. A sua vida é marcada pelo medo de falhar, pelo orgulho que sente nas suas tradições e pela enorme ambição de demonstrar à aldeia que é um dos seus filhos mais ilustres.
Chinua Achebe retrata neste romance um poderoso povo de guerreiros, leal aos seus costumes e aos seus mitos, mas com características sociais muito avançadas. Os eventos que aí se sucedem recordam a chegada dos primeiros missionários britânicos com o intuito de "pacificar" a região: os massacres descritos nestas páginas assemelham-se aos perpetrados pelos próprios ingleses naquela época.
Este romance faz parte do currículo oficial em escolas africanas e em países anglo-saxónicos, por ser visto como o arquétipo da literatura moderna africana. Foi um dos primeiros romances africanos escrito em língua inglesa a ser aclamado mundialmente.
Quando Tudo se Desmorona foi publicado em 1958, está traduzido para mais de 50 línguas e é considerado por muitos como o melhor romance alguma vez escrito. O escritor, sobre quem Nelson Mandela disse "na sua companhia os muros da prisão caíam," foi distinguido com o Man Booker International Prize em 2007 pela sua carreira literária e por diversas vezes terá sido apontado como um candidato ao Prémio Nobel da Literatura.

Críticas de imprensa
«Com "Quando Tudo Se Desmorona", Chinua Achebe renova o romance em língua inglesa com realidades até então ausentes. Escreve sobre África sentindo-a por dentro, descrevendo as suas "entranhas" menos conhecidas - mas sem recorrer ao facilitismo de "desfile etnográfico" - em oposição aos romances "estrangeiros", em que a realidade é vista de fora e não raras vezes de modo arrogante e etnocêntrico. Usa a forma canónica do romance - que é na origem uma arte europeia - e "enche-a" com a estética da tradição oral africana. Achebe sabe contar histórias (...) A linguagem é muito telúrica, o que empresta à narração uma vertente poética que prende o leitor mesmo nos momentos em que nada acontece (...) Achebe consegue mostrar-nos, numa escrita elegante e luminosa, os efeitos de um "choque de civilizações", quer a nível colectivo quer a nível individual. Mas talvez o mais importante seja a ideia que atravessa a última parte do livro: a esperança no diálogo e na responsabilidade dos cidadãos como elementos facilitadores da adaptação à inevitável mudança. E sobretudo como factores de sobrevivência numa África que parece condenada à hipocrisia e à desgraça.»
José Riço Direitinho, Público/Ípsilon

«Para começar: este é um livro belíssimo, e a frase de José Riço Direitinho inscrita na capa - «uma obra-prima» - é muito mais do que «marketing», é verdadeira. (...) Publicado em 1958, narra a ascensão e queda de Okonkwo, o destemido Ibo da aldeia nigeriana de Umuofia a quem será dado assistir ao desmoronar do seu mundo, invadido pelo homem branco cristão. Drama colonial contado com uma objectividade a que só o grande romance pode almejar, chega expurgado de ideologia mas não de humanidade. (...) Chinua Achebe (n.1930), ele próprio nigeriano, traça em cadência perfeita os tempos pré e coloniais, preenchendo-os com pormenores realistas, sem nunca descambar no folclore ou no exótico, sem nunca dourar a pílula aos costumes, sem nunca aprimorar o herói. (...) Uma plêiade de personagens secundárias povoa a história, enriquecendo-a. (...)Todos eles compõem uma África (mágica e feroz) que morre dolorosamente na última página, não sem ironia, vingada na escrita de Chinua Achebe.»
Ana Cristina Leonardo, Expresso

«Chinua Achebe é uma voz incómoda para alguns intelectuais africanos que, a qualquer pretexto, desfraldam a bandeira da ‘vitimização’ do continente, demitindo-se assim de responsabilidades; e é-o também para um certo Ocidente ‘trendy’ que não se consegue ver livre de um exacerbado complexo de culpa histórica e que, com essa disfarçada atitude ‘paternalista’, mais não faz do que legitimar a hipocrisia e a desgraça. Quando Tudo se Desmorona, uma eloquente obra-prima da literatura, é um bom exemplo da razão dessa incomodidade.»
José Riço Direitinho, Público

«Quando Tudo se Desmorona revolucionou a percepção que o Ocidente tinha de África - uma percepção que até essa altura se baseara unicamente na opinião do colonizador branco, opinião essa que era, na melhor das hipóteses, antropológica e, na pior, fazendo minha a famosa crítica de Achebe a O Coração das Trevas de Joseph Conrad, "consumadamente racista".»
Ed Pilkington, The Guardian

«Achebe é o avô da literatura africana. Ao receber este galardão, deixou para trás ilustres concorrentes como Doris Lessing, Salman Rushdie, Philip Roth e Ian McEwan. O prémio homenageia uma vida a relatar as angústias da moderna experiência africana e a retratar temas africanos através desse meio de expressão ocidental que é o romance.»
The Observer


Outras Críticas
«Chinua Achebe tem sido um dos meus heróis desde que li Quando Tudo se Desmorona. Este livro consegue retratar um momento decisivo do drama colonial; capta uma altura de mudança crucial com clareza, empatia e uma espectacular fluência e à-vontade.»
Colm Tóibín

«A obra inicial de Chinua Achebe tornou-o o pai da moderna literatura africana como parte integrante da literatura mundial. Conseguiu ao longo da sua vida literária atingir o que uma das suas personagens brilhantemente define como sendo o propósito do escritor: "uma recém-descoberta elocução" para a apreensão das complexidades da vida. Esta ficção é uma original síntese do romance psicológico, da "corrente de consciência" joyceana, do quebrar pós-moderno da sequência tradicional — tornando assim obsoleto qualquer prescritivismo. Lê-lo é ao mesmo tempo um acto de prazer e de iluminação.»
Nadine Gordimer



Quando Tudo se Desmorona de Chinua Achebe

comentários dos leitores


conhecer África
Chinua Achebe dá-nos a conhecer a Nigéria antes da chegada dos colonizadores relatando a vida de Okonkwo, a sua família e aldeias, os costumes e as crenças. Com este relato vamos descobrindo o que nos une e o que nos separa. Muitíssimo bom.
ISABEL MARIA MOREIRA CRUZ OLIVEIRA | 20-11-2011
 
 
Coloque aqui o seu comentário - Quando Tudo se Desmorona
Título do comentário:
Comentário:
A sua avaliação:
 
 
 
 
 
Assinatura:
 




recomendar este título


Quando Tudo se Desmorona de Chinua Achebe


Para recomendar esta obra a um amigo basta preencher o seu nome e email, bem como o nome e email da pessoa a quem pretende fazer a sugestão. Se quiser pode ainda acrescentar um pequeno comentário, de seguida clique em enviar o pedido. A sua recomendação será imediatamente enviada em seu nome, para o email da pessoa a quem pretende fazer a recomendação.

A sua identificação

Nome:
Email:

A identificação da pessoa a quem quer recomendar este título

Nome:
Email:

Se pretende enviar esta recomendação para mais de um endereço de e-mail, separe na caixa anterior os endereços com ",". Ex: abc@abc.pt,xyz@xyz.pt

Comentário:
 

sobre o autor




Bibliografia


2008  Mercado de Letras

1979  Edições 70

Chinua Achebe, nascido em 1930, foi educado no seio de uma família cristã evangélica na grande vila de Ogidi, um dos primeiros centros de trabalho missionário anglicano em Igboland, no Leste da Nigéria. Depois de estudar Medicina e Literatura na Universidade de Ibadan, foi trabalhar para a Companhia de Radiodifusão Nigeriana, em Lagos. A sua carreira na rádio terminou de forma abrupta em 1966 ao abandonar o cargo de Director de Radiodifusão Externa durante a sublevação nacional e os massacres que conduziram à guerra do Biafra. Escapara por um triz ao confronto com soldados armados que aparentemente acreditavam que o seu romance Um Homem Popular o implicava no primeiro golpe militar na Nigéria.
A carreira de Achebe como académico universitário começou em 1967 ao ser nomeado Senior Research Fellow da Universidade da Nigéria. Tornou-se Professor Emérito (...)
Quando Tudo se Desmorona
 
Preço: 
17,16€
A Flecha de Deus
 
Preço: 
10,04€
Para garantir a entrega em 24 horas, a sua encomenda, terá que reunir as seguintes condições:

1. Ter como destino Portugal continental (morada para envio)

2. Ser composta apenas por produtos "24 horas" identificados com o respetivo símbolo.

3. Selecionar o tipo de envio CTT Expresso Dia ou CTT Expresso Premium.

4. Ser paga através de Multibanco ou Cartão de Crédito até às 16 horas de um dia útil. Depois desta hora passarão para o atendimento do dia útil seguinte

Encomenda paga
Entrega
Dias úteis até às 16 horas
Dia útil seguinte
Sábado, Domingo e feriados
2º dia útil seguinte


Notas importantes:
A disponibilidade de 24h e 48h apenas é garantida para uma unidade de cada produto. A entrega da encomenda é feita por estafeta, pelo que, na morada indicada para entrega, o cliente terá de garantir que haja alguém para a receber. Caso contrário, receberá um e-mail de notificação e o estafeta deixará um postal na caixa do correio para agendar uma nova entrega (CTT Expresso Premium) ou levantar a encomenda na Estação de Correios (CTT Expresso Dia).
 

detalhes do produto


Quando Tudo se Desmorona de Chinua Achebe

Ano de edição ou reimpressão: 2008

Editor: Mercado de Letras



Dimensões: 154 x 235 x 15 mm

Encadernação: Capa mole

Páginas: 184



Coleção: As Letras dos Outros


Tipo de Produto: Livro


Classificação Temática:

Livros em Português
Literatura > Romance
Literatura > Ficção


 

Para garantir a entrega em 24 horas, a sua encomenda, terá que reunir as seguintes condições:

1. Ter como destino Portugal continental (morada para envio)

2. Ser composta apenas por produtos "24 horas" identificados com o respetivo símbolo.

3. Selecionar o tipo de envio CTT Expresso Dia ou CTT Expresso Premium.

4. Ser paga através de Multibanco ou Cartão de Crédito até às 16 horas de um dia útil. Depois desta hora passarão para o atendimento do dia útil seguinte

Encomenda paga
Entrega
Dias úteis até às 16 horas
Dia útil seguinte
Sábado, Domingo e feriados
2º dia útil seguinte


Notas importantes:
A disponibilidade de 24h e 48h apenas é garantida para uma unidade de cada produto. A entrega da encomenda é feita por estafeta, pelo que, na morada indicada para entrega, o cliente terá de garantir que haja alguém para a receber. Caso contrário, receberá um e-mail de notificação e o estafeta deixará um postal na caixa do correio para agendar uma nova entrega (CTT Expresso Premium) ou levantar a encomenda na Estação de Correios (CTT Expresso Dia).
Este eBook tem um DRM (Digital rights management) desenvolvido e gerido pela WOOK e pode ser lido em qualquer dispositivo com browser (PC, iPad, iPhone, tablets e smartphones android, etc.) - sem necessidade de fazer o download de qualquer software ou de possuir qualquer tipo de equipamento específico de leitura. Após a compra, o eBook ficará disponível na biblioteca WOOK. Entre na sua biblioteca e faça login (registo WOOK). No 1.º acesso ao eBook necessita de ter ligação à internet, mas posteriormente, o eBook ficará disponível em modo offline, sem ligação à internet. Antes de comprar só precisa verificar se o seu dispositivo tem um browser compatível.

Browsers compatíveis:

Clique aqui
para atualizar
o Google Chrome

Clique aqui
para atualizar
o Firefox

Clique aqui
para atualizar o Internet Explorer

Clique aqui
para atualizar
o Safari

Para saber mais sobre o eWOOK Reader clique aqui.

Todas as marcas e logótipos comerciais, acima indicados, pertencem aos seus respetivos proprietários.
Este eBook tem um DRM (Digital rights management) desenvolvido e gerido pela Adobe e pode ser lido no Adobe Digital Editions (ADE) ou noutras aplicações compatíveis. Antes de comprar, por favor, instale no seu dispositivo uma aplicação de leitura compatível com o DRM da Adobe. Após a compra, irá receber um email a informar que o seu eBook está disponível na área de cliente WOOK; efetue login na sua área de cliente e consulte a opção "eBooks" para fazer o download (necessita de acesso à internet). Para saber mais, consulte a nossa ajuda.

No computador instale a aplicação ADOBE DIGITAL EDITIONS:

Antes de instalar o Adobe Digital Editions, veja aqui o vídeo de ajuda.

Clique aqui para instalar
a versão para PC
Clique aqui para instalar
a versão para MAC

No smartphone/tablet iOS ou Android instale a aplicação Bluefirereader:

Antes de instalar o Bluefirereader, veja o vídeo de ajuda para a versão iOS ou Android.

Clique aqui para instalar
a versão para iPad e iPhone
Clique aqui para instalar
a versão para Android

Adobe Digital Editions, o logotipo da Adobe Digital Editions é uma marca comercial da Adobe systems Incorporated registada nos Estados Unidos e/ou em outros países. Todas as marcas comerciais pertencem aos seus proprietários.
Disponibilidade imediata:

Significa que os produtos ou serviços
associados a esta disponibilidade
ficam disponíveis de imediato após a receção do pagamento da encomenda.

Atenção, apenas o Cartão de Crédito online assegura o processamento imediato da encomenda, os restantes meios de pagamento podem demorar até 48h a serem comunicados aos nossos serviços.

Esta disponibilidade encontra-se associada a produtos virtuais como eBooks
e software para download, ou seja,
produtos que não necessitam de expedição – os produtos são descarregados por download.


 
 
  PPL - Plano Poupança Leitura   |   Programa de Afiliados   |   Condições gerais de venda   |   Compras 100% seguras   |   Política de Privacidade   |   Ajuda   

©1999/2014 Grupo Porto Editora. Todos os direitos reservados, Porto, Portugal | Este site está conforme o novo Acordo Ortográfico.

Salvo indicação em contrário, os descontos apresentados referem-se a promoções válidas para o dia 21-08-2014